Texto: Léo Varnier – Estudante de Jornalismo.

Edição e Revisão Final: Maria Carolina de Melo – Jornalista.

Cada estratégia e ação de marketing é importante para fazer uma empresa repercutir em todos os cantos. Você certamente já associou alguma frase, cor ou sentimento por uma marca ou produto, não é mesmo? O fato é: tanto o mercado quanto seus concorrentes já entenderam que seus resultados são conquistados a partir de uma estratégia relevante e coerente, ou seja, um trabalho de gestão de determinada marca, o Branding.

Continue a leitura e confira 4 dicas de como desenvolver Branding!

O Branding trata-se de uma forma de gerir as estratégias de marca de uma determinada empresa. Dessa forma, ele trabalha com o conceito de que uma marca precisa de planejamento, estrutura, gestão e promoção. Seu objetivo é assegurar que todos os stakeholders entendam o seu posicionamento, além de manter uma boa reputação com o seu público, aumentar a relevância no mercado e potencializar a visibilidade.

Confira abaixo como fazer uma gestão de marca:

01. Plataforma de Marca

O que faz a sua marca ser única e relevante? O que ela pode entregar para o mundo? Este conjunto de componentes únicos da sua marca são chamados de plataforma de marca e irão ajudar na relação com os seus consumidores. Por isso, esteja ciente dos seus propósitos, promessas e posicionamento.

02. Propósito, promessa, atributos e posicionamento

Compreender estes 4 elementos é fundamental para a construção e estratégia da marca. Primeiramente, o propósito nada mais é do que a razão da existência.

  • Por que foi criada?
  • Qual era a necessidade de transformação do mercado para a criação da marca?

A promessa de marca é o que vemos sendo comunicado por elas, uma espécie de manifesto. É, basicamente, o que você se compromete a fazer na prática para que o seu propósito vire uma realidade. 

Os atributos, de forma direta, são as características da sua marca. Os valores inegociáveis que ditam a forma como seus colaboradores trabalham e como você se comunica.

O posicionamento, por sua vez, é buscar compreender o que seus consumidores precisam e querem. Para isso, pense nos seus objetivos de negócio e o valor que sua empresa e produtos entregam.

03. Identidade

“Você certamente já associou alguma frase, cor ou sentimento por uma marca ou produto, não é mesmo?”. É aqui nesta parte que entra a identidade da sua marca. É o que faz com que grandes empresas, como por exemplo a Netflix, Nike e Coca-Cola, sejam reconhecidas com apenas uma cor, logo ou frase. Por isso, escolha bem o nome, as cores, o logotipo, o slogan, o tom e a voz da marca e a tipografia. Estes elementos, quando unidos, trazem personalidade. Por isso, devem ser fortes e coerentes.

03. Gestão

Com os tópicos anteriores bem estruturados, agora você precisa garantir que eles funcionem e sejam mantidos. Para isso, mapeie seus stakeholders, os tipos de clientes/seguidores e seus comportamentos, inclusive em mídias sociais. Este é o ponto mais complexo, mas muito importante no cenário competitivo que estamos vivendo. Isso ajudará a criar estratégias eficientes para atingir seus objetivos. Para este tópico, você também pode estudar um pouco mais sobre o mercado de influência em nosso blog!

Agora que você entendeu um pouco mais sobre o Branding, está na hora de colocar em ação e levar a sua marca para o topo! Com uma construção cuidadosa, conexão com o público, posicionamento forte e outros elementos, sua marca poderá se destacar e ser muito influente no mercado. O Branding é um processo contínuo, por isso, não deixe de investir tempo e recursos no processo. Boa sorte!

Deixe um comentário

12 − um =