Você já deve ter se dado conta. O uso dos dispositivos mobile para acesso à internet está aí, cada vez mais presente e, sim, parece ser um caminho sem volta. As pesquisas feitas no Google via mobile ultrapassaram, pela primeira vez em 2015, as realizadas em desktop.

Mas quantas são as empresas que estão realmente dispostas a proporcionar uma experiência agradável aos usuários que acessam seus sites pelos dispositivos móveis? Segundo o Google, não muitas: apenas 5% das marcas estão preocupadas com investimentos em mobile.

Sim, o número de usuários só cresce, mas parece que muitas marcas ainda não acompanham a transformação. No entanto, mais números de uma pesquisa apresentada pelo Google mostram bem a relevância da questão e porque devemos nos preocupar em oferecer um site compatível com dispositivos móveis:

  •  Olhamos nossos celulares mais ou menos 150 vezes por dia;
  • 6 em cada 10 telespectadores usam mobile enquanto assistem televisão;
  • Apenas 28% do tempo é gasto com redes sociais e entretenimento (muita gente pensa que os usuários só utilizam o celular/tablete para isso);
  • O restante do tempo (72%) é gasto com fotos, bancos, mapas, apps de empresas, buscas, e-mail, comparação de preços, compras…
  • 86% dos usuários de smartphone fazem pesquisa de compras no mobile.

O próprio Google lançou, em abril deste ano, o algoritmo Mobile Friendly. Isso significa que o buscador prioriza, nas suas buscas orgânicas, aqueles sites preocupados com os dispositivos móveis.

Por isso, o primeiro passo é  fazer o Teste de Compatibilidade com Dispositivos Móveisdo Google. Ele indicará o que o seu site pode melhorar e como, conforme abaixo.


Resultado de teste de compatibilidade em site aleatório

Para quem nunca se preocupou com isso e agora não sabe por onde começar, este artigo 9 segredos para ter um bom site mobile é essencial. Há uma série de dicas que podem ser encontradas sobre o assunto, tanto para quem não entende quanto para especialistas.

O importante é entender que o usuário é a prioridade e hoje, mais ainda, o usuário de dispositivos móveis. Por isso, tanto a forma quanto o conteúdo que você oferece online devem ser pensados para essa realidade.

Por Carolina Grossini 

Deixe um comentário

seis − 1 =