Texto: Léo Varnier – Estudante de Jornalismo.

Edição e Revisão Final: Maria Carolina de Melo – Jornalista.

O Design Gráfico é uma profissão fundamental para transmitir mensagens e ideias de forma clara, objetiva e impactante, utilizando de diversas ferramentas e da própria criatividade para elaborar peças incríveis. Hoje, mais do que nunca, o design gráfico possui um papel crucial na construção da identidade visual de empresas, marcas e para a produção de conteúdos para as plataformas digitais.

Por isso, neste dia do Dia do Design Gráfico, convidamos as nossas usineiras da área para falar sobre 8 Fontes de Inspiração que todo Design Gráfico precisa conhecer!

  1. Arte Urbana e Tipografia Vintage  

Começamos com as indicações da usineira Sabrina Fernandes, que trouxe algumas inspirações a partir de diversas formas de arte, como a arte urbana e colagem.  

“Eu diria que aventurar-se por outras formas de arte para trazer mais dinamismo, inspiração e criatividade. Como Designer Gráfico, eu vejo que nos prendemos muito às coisas. Por exemplo: se trabalhamos com um conteúdo mais formal, nos prendemos muito àquilo, e quando precisamos fazer algo mais criativo, às vezes não temos tanta bagagem para isso.”, afirma.

Além disso, ela conta que costuma observar bastante para outros estilos de arte, como as capas de livros, que também auxiliam no processo criativo para buscar cada vez mais inspirações.

Outra fonte de inspiração de Sabrina é o design Vintage, utilizado mais para o lado da tipografia.

“Eu acho muito legal a forma com que trabalham a fonte, as curvaturas e como tudo se encaixa”, completa.  

Referência
  1. Andy Warhol e Philippe Starck 

A usineira Larissa Vargas trouxe como fontes de inspiração nomes como Andy Warhol e Philippe Starck. Sendo considerado um dos artistas mais influentes da segunda metade do século XX, Andy Warhol foi destaque no movimento artístico conhecido como Pop Art. Philippe Starck, por sua vez, é design francês e um grande nome da arquitetura, sendo mais ligado ao design de produtos e decorações.  

“Para mim, o Andy é uma referência de criatividade e inovação, acho que ele ensina muito sobre como a gente pode brincar com a mente e mesmo assim criar algo que as pessoas entendam. Ele é uma importante referência para quem quer sair fora da caixa e desenvolver um trabalho autêntico. Sobre o Philippe Starck, ele é um, a gente estuda ele no curso, inclusive. Eu gosto bastante dele mais ou menos pelos mesmos motivos que o Andy, ele foi bastante inovador em seu segmento”, conta a designer.

Referência
  1. Paula Scher e Alexandre Wollner  

Também usineira do nosso Núcleo da Arte, Tayana Dias traz como fontes de inspiração Paula Scher e Alexandre Wollner. Paula é uma das Designers Gráficas mais influentes do mundo, sendo reconhecida como líder do Design Gráfico. Alexandre Wollner, por sua vez, é reconhecido como pai do Design moderno brasileiro pela produção de diversos logos de grandes empresas, como Itaú, Philco, Hering e outras.

“Ela foi a primeira mulher a fazer parte do estúdio Pentagram (maior consultoria independente de design do mundo), além disso o trabalho dela com a tipografia é lindo. A técnica que ela utilizou no Public Theater é copiada até hoje. A maneira como ela vê as fontes e trabalha com elas em vários locais é muito bacana. Sobre o Alexandre, acredito que ele contribuiu muito para o que temos hoje na área do design de um modo geral no Brasil”, afirma Tayana.   

Referência

E aí, curtiu as recomendações? Além dessas inspirações para o Design Gráfico, em nosso Blog você também pode conferir 4 Ferramentas Inovadoras para Criadores de Conteúdo!  

Para finalizar, gostaríamos de homenagear nossas usineiras da Arte que estão diariamente se desdobrando e correndo contra o tempo para entregar as peças e os materiais mais bonitos e caprichados aos nossos clientes. O trabalho de vocês é fundamental! 🙂 

Deixe um comentário

1 + quatro =