Por Tayana Dias

A tipografia é um recurso essencial usado por designers gráficos, assim como a madeira é o material utilizado pelo serralheiro, o vidro pelo vidraceiro, dentre outros.

Segundo Ellen Lupton: “A tipografia é uma ferramenta com a qual o conteúdo ganha forma, a linguagem ganha um corpo físico e as mensagens ganham um fluxo social.”

Ou segundo o dicionário: Tipografia: Do grego typos = forma  e graphein = escrita.

Por isso, é muito importante seu bom uso, pois é através dela que se consegue transmitir a personalidade e os valores do seu negócio. Um bom projeto de design integra várias coisas e, com certeza, seu elemento-chave é a escolha da tipografia.

Mesmo você não percebendo, a tipografia compreende grande parte de uma identidade de marca.  Em suma, a tipografia é o que traz o texto à vida.

Por isso, a tipografia:

  • Constrói reconhecimento de marca – afinal quem não associa de cara as fontes da Coca-Cola ou da Disney?
  • Influencia na tomada de decisão – fontes muito pequenas, ilegíveis, dentre outras características trazem uma experiência ruim ao usuário e isso afeta a maneira como ele avalia uma comunicação.

Entenda um pouco mais as diferenças entre as tipografias

  • Glifos (caracteres) – São letras, números e sinais que pertencem a uma família.
  • Fonte – Conjunto de glifos (caracteres) que compõem um mesmo estilo.
  • Família Tipográfica – Conjunto formado por uma fonte que possui as mesmas características independente de suas variações (como peso, inclinação, espaçamento, etc).

Conseguiu entender um pouquinho sobre o que é tipografia?

Existem muitos outros conteúdos para falarmos sobre ela, mas para finalizarmos hoje vamos ver 3 marcas que estão no nosso cotidiano e possuem sua própria tipografia.

Netflix


Youtube

Google

Fotos tiradas de: https://www.digitalartsonline.co.uk/news/typography/8-digital-companies-that-designed-custom-typefaces-to-save-millions/

Deixe um comentário

dezenove + dezessete =