Por Carla Mello, estudante de Jornalismo.

É fácil se perder nas redes sociais. Quem usa a internet como um meio de divulgação do seu trabalho, pode ficar sem saber o que fazer na hora de escolher em qual plataforma publicar: post no Facebook, Thread no Twitter, Story no Instagram, ou vídeo no YouTube? São tantas opções que é difícil conseguir aproveitar a variedade de meios de divulgar o seu trabalho da melhor forma.  

Antes de pensar em conteúdos, é preciso definir quem é a sua persona. A persona é um personagem fictício que representa as principais características dos clientes de uma determinada marca ou empresa. Ela é construída por meio de pesquisas qualitativas e quantitativas, que geram representações sobre o comportamento dos consumidores de uma marca – quem eles são, o que eles estão buscando conquistar. Aqui no blog da Usina nós temos uma publicação explicando melhor sobre as personas.   

Segundo o Relatório Digital Global, publicado em 2019 pela We Are Social, em parceria com a Hootsuite, mais de 149 milhões de brasileiros têm acesso à internet. Quando falamos especificamente em redes sociais, 66% da população está conectada e cada plataforma tem um determinado público.  

Hoje nós trouxemos alguns dados sobre o perfil de cada usuário nas redes sociais, divulgados pelo Facebook Business em 2019, que podem te ajudar a definir em qual delas é melhor investir de acordo com o seu público.   

Facebook 

O Facebook tem 130 milhões de usuários no Brasil, 60% deles têm entre 35 e 54 anos. Isso significa que se a persona da sua marca é alguém mais velho, é uma boa investir na produção de conteúdo para essa rede social. Porém, talvez o Facebook seja uma das plataformas mais difíceis de conseguir engajar um conteúdo sem impulsionamento, por isso é preciso estudar se vale a pena investir em conteúdo patrocinado.  

Mesmo assim, o que for publicado na rede social tem mais chance de sucesso se for original e planejado para atingir especificamente a persona da sua marca. Ter um contato com os seguidores também é essencial.  

YouTube

Com 98 milhões de usuários no Brasil, o YouTube é uma das maiores redes sociais do país. 96% dos jovens de 18 a 34 anos acessam a rede e 50% dos brasileiros acreditam que o site é o lugar onde encontram tudo o que querem assistir. Isso acontece graças a variedade de conteúdo que podem ser publicados no mesmo lugar.  

Os números também apontam que 68% dos usuários gostam de propagandas que tenham relação com o vídeo assistido. Uma boa ideia é falar da sua marca ou cliente sem que o conteúdo necessariamente tenha cara de marketing, partindo mais da ideia de passar uma informação ou contar uma história. 

Instagram  

Já no Instagram, dos 69 milhões de usuários, 40% dos brasileiros com mais de 13 anos são usuários do aplicativo e 35% do total têm entre 25 e 34 anos. Isso significa que o público que acessa o Instagram, é mais jovem do que o que costuma usar o Facebook. Além disso, essa é uma rede social que valoriza muito o audiovisual. Todas as ferramentas do Instagram parecem incentivar a criação de conteúdos em vídeo. 

Há várias possibilidades de como adaptar seu conteúdo para as ferramentas de audiovisual do Instagram: Você pode adicionar músicas do momento nos stories, publicar vídeos curtos e descontraídos no reels, publicar um IGTV mais longo explicando detalhadamente um assunto ou ainda fazer lives.  

Twitter 

O Twitter é a rede social que mais valoriza a rapidez. Dos 27 milhões de usuários brasileiros, 78% querem acompanhar notícias em tempo real. Para conseguir engajamento no Twitter, é preciso estar sempre ligado nos assuntos do momento, conhecidos como trending topics. O público da rede social também é majoritariamente jovem, que normalmente valoriza um conteúdo com cara de espontâneo.  

Para tirar o melhor do Twitter, é preciso estar sempre atento, interagir com os seguidores e saber adaptar seu conteúdo ao que está em alta.  

Gostou do conteúdo? Então nos acompanhe no Instagram @usinadenoticias e confira mais conteúdos como este.  

Deixe um comentário

um × quatro =