*Nicoli Siveira, estudante de Jornalismo.

A Assessoria de Imprensa pode ser considerada a prática do Jornalismo dentro de organizações públicas e privadas.

O principal objetivo da atividade é gerir o relacionamento e a informação entre veículos de comunicação e fontes.

Mas, para que o assessor de imprensa tenha êxito, a estratégia de comunicação da instituição deve ter valores bem estabelecidos, dentro dos conceitos da ética do Jornalismo

A importância da Atividade na Sociedade

Muito se questiona dentro do Jornalismo o papel da Assessoria de Imprensa. Há quem diga que “assessores de imprensa não podem ser considerados jornalistas”. A crença que fomenta esse pensamento vem do fato de que Assessoria de Imprensa serve uma organização com interesses próprios. 

Dois fatos importantes conseguem refutar esse pensamento. O primeiro é a contribuição da Assessoria de Imprensa na prestação de informação à sociedade. Como o assessor trabalha diretamente com a fonte, este pode apresentar conteúdos exclusivos e de interesse público, que posteriormente acabam sendo aproveitados por redações de jornais, sites, blogs, etc. 

Outra questão é a intermediação, por meio do assessor de imprensa, entre a fonte e os veículos de comunicação. Nem sempre, representantes de empresas e corporações possuem habilidades para se comunicar. Mesmo sobre assuntos mais simples, a falta de preparo pode prejudicar a mensagem transmitida. É esse um dos momentos que uma Assessoria de Imprensa se faz tão importante, no auxílio para que a informação chegue sem ruídos, sendo através de comunicados, entrevistas, notas, entre outros meios. 

Bons e Maus Profissionais

Assessor de imprensa é uma ponte entre as redações e as fontes. Mas é claro, existem aqueles que ferem a ética da categoria, exercendo sua função de forma errônea e promíscua. Entretanto, essa não é uma característica isolada apenas na Assessoria de Imprensa

Assim como todas as profissões, há bons e maus profissionais, no sentido de possuir ou não princípios e valores pessoais. Cada profissional escolhe com quem e como irá trabalhar. Participar de atividades contraditórias e encobrir erros de clientes não é um requisito para ser assessor de imprensa

Tanto que a própria Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ, publicou em 2016 a 3ª edição do Manual de Assessoria de Imprensa, descrito como a bíblia dos assessores para o bom exercício da atividade.  

O Jornalismo se reinventa a todo momento. A beleza da área é sua amplitude, abrangendo inúmeros campos, e a Assessoria de Imprensa faz parte da diversidade de ocupações que jornalistas escolhem como carreira. Por essa razão, é importante o respeito e a aceitação entre jornalistas de todos os âmbitos, deixando para trás preconceitos retrógrados que só causam divisão na categoria. 

E aí, gostou do conteúdo? Nos acompanhe no Instagram @usinadenoticias para conferir mais conteúdos e novidades.

Deixe um comentário

15 − nove =