Por Carla Mello, Estudante de Jornalismo apaixonada por Social Media.

Trabalhar como Social Media pode parecer um clichê em 2022, já que é difícil encontrar pessoas que não estejam em, pelo menos, uma rede social. Sendo assim, existem milhares de produtores de conteúdo por aí, mas se profissionalizar trabalhando nesse meio é realmente o grande desafio. Isso porque o novo perfil do profissional de comunicação precisa ser de alguém que consiga se desdobrar em mil: ser criativo, mas pensar de forma estratégica, e produzir para formatos múltiplos de forma inovadora.

Hoje, dia 30 de junho, comemora-se o Social Media Day. A data foi proposta em 2010, pelo Mashable – portal americano de notícias sobre tecnologia e business – para celebrar o impacto das mídias sociais na comunicação. Doze anos depois, a importância do trabalho dos Social Media é praticamente inegável. Afinal de contas, estamos chegando a 5 bilhões de pessoas online no mundo inteiro.  

Não dá mais para dizer que a gente “só trabalha com redes sociais”, porque nós estamos movimentando alguns dos maiores espaços de conversa com o público, mesmo que a nossa família não tenha ideia do que fazemos para viver.

 “A mídia social é hoje o coração da comunicação global.”

Mashable

Com tantas pessoas envolvidas, o que mais se ouve por aí é que é preciso se destacar dentro de um mercado extremamente competitivo. Mas é possível ser bom em tudo? Eu diria que não, mas quem gosta de trabalhar com redes sociais, está sempre tentando dar o seu melhor para conseguir entregar bons resultados. Para atingir isso, é preciso parar de enxergar a produção de conteúdo como algo mecânico.  

A sensação de dever cumprido não envolve somente os algoritmos e os números de engajamento, mas a felicidade de algum cliente que adorou algo que você produziu. Criar campanhas, posts, transformar as nossas ideias em conteúdo e receber os retornos desse empenho, é algo que não tem preço no trabalho de um Social Media. Destacar-se não parece tão desafiador quando enxergamos os profissionais de mídia de uma forma mais humanizada. Somos, antes de tudo, pessoas curiosas que estão sempre atentas a ideias e inspirações que podem virar novos conteúdos. 

Meu conselho para quem quer ser um bom Social Media é ir além de cursos e profissionalizações e buscar encontrar um propósito para o seu trabalho. É preciso ter paixão para garantir que você consiga se destacar em meio as milhares de pessoas que produzem conteúdo nas redes – esse deve ser sempre o principal ponto de partida para quem quer focar a carreira nessa área. Profissionais de mídia não são apenas criativos e estratégicos, mas são pessoas completamente apaixonadas por aquilo que fazem. 

3 Thoughts to “Social Media: um profissional que vai além da criatividade”

  1. Lucina

    Texto excelente

    1. Agradecemos muito o feedback. Continue nos acompanhando! <3

  2. […] arte, escrever releases, postar no blog da empresa… Nem sempre essas tarefas são fáceis. Para além da criatividade, é necessário ter conhecimento nos assuntos, tempo para pesquisar e, muito importante, […]

Deixe um comentário

dezoito − 14 =